2019 Rio do Oeste 107 de colonização.
15/05/2019 08:59 em Política

A exemplo do que ocorreu em outros municípios de Santa Catarina, Rio do Oeste teve outras denominações, até sua emancipação político-administrativa.

Na chegada dos pioneiros, estes chamavam o lugar de Barra das Pombas – por causa da confluência dos rios das Pombas e do Oeste, em 1912.

Rio das Pombas foi a segunda denominação, por causa da presença constante dessa espécie de pássaros na região – depois de 1923.

No final da década de 1920, era chamado Freguezia de Barra das Pombas (antes de 1927) e Villa Adolpho Konder (a partir de 1927 até a Revolução de 1930, quando passou a denominar-se Rio do Oeste).

Com a promulgação da Lei Estadual n° 247, de 30 de dezembro de 1948, passou a denominar-se Distrito de Rio do Oeste.

Em sua Crônica Político-Administrativa de Rio do Oeste, Orlando Bertoli escreveu que o município tem hoje este nome por várias razões: por causa da “denominação do rio principal que banha a região e logo adiante se encontra com o rio do Sul, formando o rio Itajaí-Açú”, por causa de uma portaria “do antigo Departamento Nacional dos Correios e Telégrafos, denominando a agência local de Rio do Oeste”; por causa da “poesia intrínseca ao nome, mais sonoro”; e pelo fato de que “as pessoas estranhas ao meio, ao se referirem ao lugar, habituaram-se mais à novas denominação”.

O município de Rio do Oeste foi criado em 23 de junho de 1958. Em 7 de julho daquele ano, o Diário da Assembléia Legislativa de Santa Catarina, publicou a lei que definia como sendo os seguintes os limites do município de Rio do Oeste:

Fonte e foto: Prefeitura Municipal de Rio do Oeste.

Na sexta-feira(10/05) teve comemoração e contou com a presença de alunos das escolas da rede municipal e estadual na Praça do Pioneiros no centro.

COMENTÁRIOS