Rio do Oeste conquista dois troféus no 51º Torneio Estadual de Mora
12/07/2018 16:13 em Esportes

Rio do Oeste conquista dois troféus no 51º Torneio Estadual de Mora

Município vai sediar em 2019 o evento que comemora os 40 anos do torneio

A cidade de Nova Trento foi palco da Festa de São Virgílio, no início do mês de julho. Entre as atrações do evento estava o 51º Torneio de Mora, um jogo com origem na Itália, trazido para o Brasil pelos imigrantes. A palavra significa “morra”.

Rio do Oeste foi representada na competição por sete duplas. Por isso, conquistou o troféu de Maior Equipe Visitante. Os rio-oestenses, coordenados por Jaime Renato Depiné, trouxeram para casa também o troféu de Mora Mais Bonita.

No ano que vem, o município do Alto Vale vai sediar o evento em comemoração aos 40 anos do torneio estadual. “O torneio está na 51ª edição, porque em alguns anos teve mais de uma edição. Mas a fundação da competição em Santa Catarina ocorreu há 4 décadas. A festa comemorativa em 2019 vai acontecer na localidade de Ribeirão Café”, explica Depiné.

A Prefeitura apoia a iniciativa e, através do Departamento de Cultura, disponibilizou o transporte da equipe até Nova Trento. “A Administração Municipal parabeniza os italianos da cidade pela conquista dos troféus e por manterem as tradições dos nossos antepassados”, ressalta o prefeito Humberto Pessatti.

JOGO DE MORA:

O jogo tradicionalmente se resume em acertar o número do conjunto de dedos da mão que os contendores sucessivamente apresentam sobre uma mesa. A dificuldade é a rapidez com que isso se desenvolve, o que gera sempre um grande entusiasmo em todos, que se traduz em exclamações e impropérios em alta voz.

Os jogadores vão apresentando os dedos e gritando os números supostos, até um deles acertar a soma. Se um jogador acerta o número deve acusá-lo, dizendo mio! ou sa la mora!, ou alla mora! Se mais de um acerta, também não se marca ponto.

O jogo exige grande agilidade manual, reflexos apurados e grande atenção e vivacidade mental, entre o veloz movimento dos dedos e a incessante pronúncia dos números.

(Fonte: Wikipédia)

COMENTÁRIOS